Portabilidade de Financiamento Imobiliário: entenda como funciona e como pode ser útil



Anúncios



Publicidade

Com as taxas menores há quem busque na Portabilidade de Financiamento Imobiliário uma solução para diminuir o custo e valor total do financiamento. Descubra mais informações interessantes a seguir.

O financiamento imobiliário não é novidade para ninguém, entretanto, de uns anos para cá, com os programas governamentais, como o Minha Casa Minha Vida, houve um grande aumento na busca para financiar a aquisição da casa nova. Acontece que todo financiamento é feito com base na taxa Selic, e ela tem mudado muito.

Recentemente a taxa Selic baixou bastante, já houveram épocas que ela chegou em quase 13%! Agora ela está em torno de 4,5%, e todos os bancos usam a taxa Selic como taxa base para conceder um financiamento e até empréstimos.

Neste momento, você já pode ter uma ideia de como a portabilidade de financiamento imobiliário pode ser bem interessante para que você tenha menores custos. Sendo que é possível que as parcelas diminuam de valor, ou o tempo de pagamento (anos) sejam menos.



Publicidade

Como utilizar a portabilidade de financiamento imobiliário ao meu favor?

Se o seu financiamento é recente, você pode ganhar muito com isto. Para você entender melhor, veja o seguinte: o que você pagou já foi atualizado conforme a taxa do contrato, entretanto, as parcelas que ainda vão vencer receberiam desconto se fossem pagas hoje, não é verdade?



Anúncios

Pois então, se você manter o contrato atual, todas as parcelas serão com base na taxa antiga (quando a Selic estava alta), na portabilidade, o outro banco compra seu financiamento atual, tendo os mesmos descontos como se ele fosse pago agora. E, depois, ele refinancia para você o valor que ainda não foi pago, com uma taxa de juros menor, então você paga menos pelo capital emprestado.

É claro que será possível ganhar desconto (de taxas menores) apenas para aquelas parcelas que ainda estão vencendo, não há desconto sobre o que você já pagou. Por isso, caso seu financiamento esteja no fim, talvez não valha a pena para você fazer a portabilidade.

Como saber quando fazer a portabilidade de financiamento imobiliário?

Se o seu financiamento ainda tem longos anos pela frente, a chance de uma portabilidade ser bom negócio para você, é altíssima! Entretanto, fique atento para as taxas do banco e não saia fazendo portabilidade sem pensar.

Vá a um banco, seja físico ou digital, e faça uma simulação, com a simulação em mãos, preste atenção, e compare com seu contrato atual itens como:

  • CET (taxa efetiva de juros)
  • Valor financiado x valor no total do financiamento
  • Valor da parcela
  • Tempo de financiamento

Busque responder perguntas como:

  • Não houve diminuição da parcela porque o tempo aumentou?
  • A taxa de juros realmente foi diminuída? Quanto?
  • As “taxinhas disto e daquilo”, não estão ocupando um alto valor na portabilidade?

E então, com estas informações em mãos decida qual a melhor opção para você.


Veja também:


Conclusão

Enfim, neste artigo você pôde entender melhor uma alternativa para diminuir seu custo com financiamento. Gostou da dica e novidade? Comente conosco sua opinião e compartilhe com os amigos também.