Salário mínimo: qual será o valor em 2021?

Uma notícia desafiadora para os trabalhadores brasileiros: o governo propôs que o salário mínimo deverá somente ser corrigido pela inflação. Entenda a seguir.

Publicidade

Salário mínimo em 2021

salário mínimo

Ao que tudo indica o salário mínimo será reajustado somente pela inflação no ano de 2021, e o valor poderá ser de apenas R$ 1.067.

A proposta partiu do governo federal por meio do Projeto de Lei Orçamentária que foi divulgada na última segunda-feira (31) pela equipe econômica.

Segundo a Constituição Federal, o salário mínimo no Brasil deve ser corrigido ao menos pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior.

Até então, o governo havia estimado um piso de R$ 1.079 para o ano de 2021 de acordo com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que foi enviada ao Congresso em abril.

Publicidade

Aprovação do salário mínimo

Para entrar em vigor o novo reajuste proposto pela equipe econômica, o Congresso deverá aprová-lo, e se assim o fizer ele passa a valer em janeiro do ano que vem com pagamento a partir de fevereiro.

Publicidade

O valor atual do salário mínimo é de R$ 1.045, e por isso o reajuste seria baixo, o que está causando bastante protestos nas redes sociais.

Mas é preciso lembrar que os valores poderão mudar no decorrer deste ano. Pois, tudo dependerá das projeções da inflação para 2020 que são usadas como parâmetros para correção.

Dessa forma, como o governo propôs uma correção apenas pela inflação, a determinação do valor do salário mínimo dependerá da estimativa para o INPC.


Veja também:


Congelamento do salário do servidor público

Assim como o salário mínimo somente sofrerá a correção pela inflação, o governo federal também propôs o congelamento do salário do servidor público para o ano que vem.

O presidente Jair Bolsonaro chegou a vetar aumentos dos servidores, alegando que neste momento todos precisam cooperar para equilibrar as contas públicas.

No caso do salário mínimo, muitos aposentados e pensionistas recebem os seus ordenados baseados no valor dele, e por isso qualquer aumento representa mais gastos públicos.

Por conta da pandemia de coronavírus, o governo federal está procurando soluções para equilibrar as contas públicas. Afinal, houve um aumento dos gastos para combater a doença assim como uma queda na arrecadação.

Este é um momento bastante delicado da economia não só brasileira como mundial. Pois, o recesso econômico acaba também aumentando o próprio desemprego do país.

Salário mínimo não poderá sofrer um aumento maior

Para o ministro Paulo Guedes, se o salário mínimo sofrer um reajuste maior neste momento, haverá um desemprego ainda maior no país.

Portanto, o problema não se restringe apenas à questão das contas públicas. Mas também em relação ao setor privado que teria dificuldades em manter uma folha de pagamento maior.

O que acabaria acontecendo é que as empresas teriam que realizar mais cortes, o que poderia aprofundar ainda mais a crise financeira no Brasil.

Tudo agora dependerá do Congresso Nacional, mas ao que tudo indica ele deverá ser aprovado, e o valor do salário mínimo para 2021 será reajustado apenas de acordo com a inflação.

E você, o que acha disso? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.