Rotativo do cartão de crédito está te dando problema? Confira 2 segredos para contornar e evitar este problema

Os juros do rotativo do cartão de crédito realmente tem trazido problemas de endividamento para algumas pessoas. Por isso, descubra estes dois segredos para contornar o problema já instalado, e também veja dicas para evitar que isto aconteça novamente.

Se você já está com dificuldades no rotativo do cartão de crédito, é necessário pensar em uma solução rápida, já que os juros normalmente são muito altos. Entretanto, é importante se organizar e evitar que a mesma situação se repita.

2 Segredos para contornar o problema, rápido.

Para fugir dos juros rotativos você pode utilizar algumas estratégias para não acabar endividado.

Mudar a data de vencimento da fatura #segredo1

Se a sua fatura ainda não fechou, esta é uma ótima dica para conseguir mais tempo para juntar o dinheiro para pagar. Apenas lembre que esta dica vale para o 1 mês a cada 6 meses, já que não é possível que você altere a data da fatura todo mês.

Por isso, pense bem na data que você vai escolher, por que você precisará efetuar o pagamento do cartão pelo menos 5 meses a partir daí, nesta data. Tenha em mente, portanto, que isto solucionará apenas o problema do mês atual, não o dos próximos meses.

Pagar a fatura com o cartão para evitar os juros do rotativo do cartão de crédito #segredo2

Se você tem limite, mas não tem todo o dinheiro para pagar a sua fatura, uma ótima maneira de evitar os juros altos, é utilizar um App que faz pagamento de boletos pelo cartão de crédito. Entre eles estão o PicPay, Mercado Pago e Recarga Pay.

Através destes aplicativos, você pode, inclusive, parcelar o pagamento da sua fatura com juros bem mais baixos. Para você ter uma ideia, alguns destes apps fornecem juros de 1,99% para parcelar, enquanto os bancos (até os digitais) cobram até 15% sobre o parcelamento e rotativo.

Como evitar o juro rotativo do cartão de crédito?

Em primeiro lugar, organize as suas finanças, você precisa ter em mente o quanto ganha e quando pode gastar no mês. Faça um orçamento e veja quais todos os seus gastos, deixe um dinheiro reservado para as contas mensais, outro para as dívidas, um para emergência e outro para o lazer. Organizar é o começo.

Dependendo do custo da sua dívida e de quantos juros você está pagando, pode ser interessante buscar um empréstimo com juros menores para cobrir o outro. Sendo que neste caso, você continua com a dívida, mas a negocia com melhores taxas.


Veja também


Conclusão

Enfim, neste artigo você descobriu 2 segredos para te ajudar a lidar com o rotativo do cartão de crédito, além disto, também viu dicas para que você evite o mesmo erro novamente. Gostou de descobrir estas informações? Então compartilhe com seus amigos, eles também podem gostar! 😉