Como fazer contestação de auxílio emergencial negado

Você sabia que é possível contestar isso e refazer o cadastro? Tudo no próprio site da Caixa ou pelo aplicativo. Saiba mais a seguir.

Publicidade
Publicidade

Auxílio emergencial negado

cronograma para pagamento do auxílio emergencial

Nem todo mundo teve o auxílio emergencial aprovado. Diversas pessoas viram o seu pedido ser negado, e então veio a dúvida: o que fazer agora?

A boa notícia é que é possível contestar isso e refazer o cadastro. Tudo no próprio site da Caixa ou pelo aplicativo. 

A contestação está disponível desde o dia 20 de abril, sendo que o procedimento é válido tanto para quem recebeu a mensagem “benefício não aprovado” quanto para quem recebeu a mensagem “dados inconclusivos”.

O alerta pode ter acontecido por diversas causas. Seja por esquecer de colocar um dado, por realmente não poder receber o auxílio ou qualquer outro problema.

Publicidade

No entanto, como dissemos é possível corrigir esses problemas se realmente você preencher os requisitos para receber o auxílio emergencial. Então vamos ao passo a passo.

Publicidade

Veja também:


Passo a passo para fazer a contestação

Primeiramente acesse o site do auxílio emergencial e clique em “Acompanhe a sua solicitação”, conforme demonstrado na figura abaixo.

Auxílio emergencial
Foto/Reprodução: Paulo Alves

Depois digite o seu CPF, marque a caixa de verificação e clique em continuar para receber o código via SMS. Caso já tenha recebido um código nas últimas 24 horas, é só informar o código recebido e clicar em continuar.

Auxilio emergencial
Foto/Reprodução: Paulo Alves
Auxílio emergencial
Foto/Reprodução: Paulo Alves

Ao entrar no aplicativo leia atentamente o motivo pelo qual o seu pedido foi recusado. Caso tenha digitado ou preenchido algum dado incorretamente, clique em “Realizar nova solicitação” para reiniciar o cadastro.

Novamente você deverá preencher os dados, porém, dessa vez será notificado quais dados estão incorretos, sendo necessário alterá-los.

Caso o preenchimento esteja correto e ainda assim o auxílio foi negado, então é preciso clicar no botão “contestar essa informação” e clicar em continuar.

Auxílio emergencial
Foto/Reprodução: Paulo Alves
Auxílio emergencial
Foto/Reprodução: Paulo Alves

Na próxima tela é preciso confirmar que você está ciente das penas da lei e que mesmo assim está disposto a contestar uma informação do governo. Feito isso, clique em continuar.

Foto/Reprodução: Paulo Alves

O último passo, portanto, é enviar uma declaração afirmando que o motivo apresentado pelo governo não é verdadeiro.

Marque as duas caixas e clique em continuar. Seu pedido será remetido novamente para análise.

Foto/Reprodução: Paulo Alves

Pagamento do auxílio emergencial

O pagamento para quem foi aprovado no auxílio emergencial começou a ser feito no meio do mês de abril, sendo que os últimos beneficiários estão terminando de receber a primeira parcela.

O calendário para receber a segunda parcela ainda não foi divulgado pelo governo. Mas segundo o presidente da Caixa Federal, ele deverá sair já na próxima semana após uma reunião com o ministro da Cidadania.

O benefício será pago em três parcelas de R$ 600,00, sendo que mulheres, chefe de família tem direito à cota dobrada, ou seja, R$ 1.200,00.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa notícia com seus amigos nas redes sociais.