Como o banco digital pode ajudar na educação financeira do seu filho? Descubra!

- Publicidade -

Ter mais tranquilidade financeira. Esse é o sonho que muitos brasileiros possuem, mas como fazer para conseguir isso?

O brasileiro sempre foi um povo imediatista e pouco preocupado com o futuro. No entanto, de uns tempos para cá, isso está mudando.

Inclusive, muitos pais estão em busca de começar a desenvolver a educação financeira dos seus filhos. E o banco digital pode ser um importante aliado nessa jornada.

- Publicidade -

Quer saber como? Então vem com a gente neste artigo.

educação financeira
Como o banco digital pode ajudar na educação financeira do seu filho? Descubra! – Imagem: reprodução / internet.

Como aplicar a educação financeira para meu filho?

Começar a educar financeiramente uma criança não é tarefa fácil. Isso exige bastante tempo, disciplina e critério. Para educar financeiramente o seu filho, você precisa começar a dar uma mesada para ele. Dependendo da idade, isso pode ser feito semanalmente.

O ideal é que você comece a dar uma mesada para seu filho logo que ele completar 3 anos de idade, para ele já ir se familiarizando com o dinheiro.

Junto disso, você tem que começar a conversar com ele sobre dinheiro. Mostrar que tudo que ele quer precisa de dinheiro para comprar.

O papel da educação financeira e da mesada são fundamentais para fazer a criança entender o valor das coisas. E no futuro isso fará toda a diferença para ela.


Veja também:

- Publicidade -

Educação financeira de crianças através das Contas Kids, descubra como!

Programa de Aceleração “Meu Bolso em Dia” da Febraban irá apoiar iniciativas de educação financeira

Qual o papel social da educação financeira? Confira nossa opinião


Como unir educação financeira e mesada?

Ao dar uma mesada para seu filho, você vai deixar claro para ele que qualquer coisa que ele quiser, terá que usar a mesada para comprar.

Sendo assim, quando ele quiser algum produto que o dinheiro não der para comprar, você vai mostrar a importância dele poupar até ter o valor suficiente.

Com o tempo, ele vai aprendendo alguns conceitos como evitar compras por impulso, poupar para comprar um bem durável, fazer uma reserva de emergência.

- Publicidade -

Esses ensinamentos estarão enraizados dentro do subconsciente dele quando ele crescer, e por isso, ele será uma pessoa que terá bem mais tranquilidade financeira.

Então devo comprar um cofrinho para depositar a mesada?

Há alguns anos atrás, eu diria que essa seria a melhor opção. No entanto, com a chegada da tecnologia há meios muito melhores para pagar a mesada do seu filho.

O ideal é abrir uma conta digital para ele. Pois, nesse caso você não terá que pagar nenhuma taxa de mensalidade, e ele já vai se familiarizando com uma conta bancária.

Uma boa opção é a conta Kids do Banco Inter. Nesse caso, você pode depositar o dinheiro da mesada e dar o cartão de débito da conta para ele.

Aos poucos ele vai começar a entender como faz uma transferência, um depósito, um pagamento, e isso será bem importante para a vida dele.

Ademais, ficará mais fácil dele entender como se faz um investimento, além de ler um extrato e ver onde foi parar a mesada do mês.

Então a melhor maneira é abrir uma conta digital?

A melhor forma de educar financeiramente o seu filho é sem dúvida alguma abrindo uma conta digital para ele começar a controlar o dinheiro.

Mas, lembre-se de que você tem um papel importante na educação financeira dele, procurando sempre orientá-lo sobre o uso do dinheiro.

Se uma criança passa a ter uma mesada para administrar no mês, ela aprenderá a ter mais paciência para ter o que quer, e entenderá quando não é possível ter alguma coisa.

É justamente por isso que os bancos digitais estão avançando a cada dia nas contas kids, para ajudar os pais nessa jornada.

Além do Banco Inter, você também pode usar outros bancos digitais como o Neon, por exemplo. O importante é usá-lo como aliado na educação financeira do seu filho.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais.