Programa de Aceleração “Meu Bolso em Dia” da Febraban irá apoiar iniciativas de educação financeira

O programa de aceleração “Meu Bolso em Dia” da Febraban, foi criado com o objetivo de orientar os consumidores brasileiros sobre educação financeira. Confira.



Anúncios



Publicidade

Programa de Aceleração “Meu Bolso em Dia”

Programa de Aceleração “Meu Bolso em Dia” da Febraban irá apoiar iniciativas de educação financeira

Educação financeira é um assunto importante para todas as pessoas, porque saber lidar com as próprias finanças é crucial. Por isso, foi criado o “Meu Bolso em Dia” da Febraban.

Isacc Sidney, presidente da Federalção, afirmou que o programa de aceleração, lançado no último dia 15, tem como objetivo orientar os consumidores brasileiros. A ação da Federação de Bancos conta com a ajuda do Banco Central.

Juntos eles pretendem incentivar ações de empresas que atuam com educação financeira, fomentando estas iniciativas. Podemos dizer que eles estão dispostos a investir dinheiro em empresas que trabalham com informações sobre finanças pessoais.

Mas o que os bancos e instituições financeiras ganham com isso? Diminuir o índice de inadimplência é um dos resultados que eles estão de olho.



Publicidade

Afinal de contas, um cliente melhor orientado e mais equilibrado consegue honrar os compromissos que tem. Descubra mais informações a seguir.



Anúncios

Como vai funcionar o “Meu bolso em dia” da Febraban?

A Federação Brasileira dos Bancos prevê um investimento de cerca de R$ 1 milhão de reais em:

– Mentorias;

– Workshops;

– Aportes financeiros em empresas que trabalham com educação financeira.

Na primeira fase, serão selecionados 20 projetos para receber orientação e/ou aportes. A duração desta etapa é de oito meses. 

Se você tem um projeto de educação financeira e quer concorrer para ganhar um aporte para a sua ideia, pode fazer isso até dia 9 de fevereiro. Através do site da campanha, você pode apresentar qual o objetivo e também conferir o edital.

Dos 20 projetos escolhidos, cinco serão alavancados para aceleração e mentoria, de forma que atinjam de forma mais rápida o seu potencial. Veja o cronograma:

15/12/20 até 09/02/2021 – Inscrição

15/03/21 – Divulgação dos 20 projetos pré-selecionados

29/03/21 – Apresentação dos documentos que foram listados no edital

19/04/21 – De Abril a junho ocorre a Validação e Sinergia

Junho a julho de 2021 – Cinco semanas para o Plano de Impacto

Julho de 2021 até julho de 2022 – Escalabilidade

Os aprovados receberão apoio, desde orientação, até recursos para levar avante seus projetos de educação financeira. 

Segundo um dos diretores do Bacen, Maurício Moura, a ideia nasceu em 2019, quando ainda parecia impossível e distante. Hoje, o projeto já está com as inscrições abertas.

Enquanto ele ainda não dá resultados, onde será que você pode encontrar informações sobre educação financeira? Descubra a seguir!


Veja também:


Educação financeira com o Santander

Você sabia que o Santander tem material gratuito de educação financeira, disponível na internet? Sim. É possível ter acesso a informações de qualidade e ditas de uma forma muito leve na página da instituição, dedicada a ensinar mais sobre finanças pessoais.

Para entender melhor o projeto de educação financeira deste banco, veja o artigo “Quer aprender sobre finanças pessoais com o Santander? Descubra aqui!”. Além disso, você pode contar com o Santander On, que te ajuda a organizar as suas finanças. 

Abra sua conta Santander online!

Enfim, neste conteúdo você descobriu que o Banco Central, junto a Febraban, está tentando acelerar empresas que trabalham com educação financeira.

Além disso, você também descobriu que pode utilizar os materiais e App já oferecidos pelo Santander para melhorar seus conhecimentos sobre finanças pessoais.